Diogo Ribeiro baixa barreira dos 47 segundos nos 100 livres em Leiria

Image

Campeonato Nacional de Juniores e Seniores Leiria 2022.

Diogo Ribeiro voltou a melhorar o recorde nacional dos 100 livres na derradeira jornada do Campeonato Nacional de Juniores e Seniores Leiria 2022, competição marcada por 11 recordes nacionais absolutos. Destaque ainda na jornada de hoje para os recordes absolutos de Gabriel Lopes, nos 100 costas, Ana Pinho Rodrigues, 50 bruços, e Mariana Cunha, 100 estilos.

Diogo Ribeiro bate recorde nacional dos 100 livres.

O benfiquista é o primeiro português a superar a marca dos 47 segundos, ao nadar hoje o primeiro percurso dos 4x100 livres em 46,65 segundos. O anterior recorde de Portugal pertencia desde o primeiro dia deste campeonato em Leiria ao benfiquista com 47,16. O quarteto do Benfica – Diogo Ribeiro, Miguel Marques, Diogo Costa e Miguel Nascimento - bateu o recorde nacional absoluto com 3.12,81. O anterior máximo pertencia já ao Benfica com 3.15,63.

Diogo Ribeiro: «Vim para esta prova ainda num período muito calmo de treinos. Os meus treinadores a deixaram-me um pouco mais livre psicologicamente. O que foi feito aqui em Leiria foi também fruto de resultado psicológico. Não tanto trabalho dentro de água, que uma equipa, como a nossa, poderia ter feito. Trabalhámos “super-bem”. Neste período mais curto e não poeria ter pedido um melhor recomeço da época. O meu foco está sempre nas provas e no treino. No que depender de mim, se me deixarem, vou ser livre psicologicamente, uma área que é a mais importante para um atleta. Não devemos colocar uma grande pressão sobre os atletas. Se fizemos um caminho até a um bom resultado de forma livre e se o fizemos bem, penso que devemos continuar livres porque vamos continuar o bom trabalho. Claro que já ambicionava estar marcas. São os meus tempos de conversão para piscina longa. Posso não ter atingido ainda mas terminei este 100 livres em grande forma com 46,65. Não podia ter pedido melhor.»

Gabriel Lopes superou hoje o máximo absoluto de Portugal dos 100 costas.

O nadador do Louzan/Efapel venceu com 50,82, melhorando o seu anterior recorde de 51,30 em Albufeira a 13 de novembro de 2022. O nadador de Coimbra esteve em grande ao somar seis medalhas de ouro e dois recordes nacionais.

Gabriel Lopes: «Estes campeonatos correram muito bem. Logo no primeiro dia bati o recorde nacional dos 400 estilos. Ontem nadei num recorde pessoal aos 200 estilos. Hoje conclui três provas seguidas: fiz recorde nacional nos 100 costas e recorde pessoal aos 200 livres e conseguir ganhar os 100 estilos foi opimo. Não dava para pedir muito mais. O trabalho que temos realizado este ano tem vindo a ser muito consistente e isso tem aparecido naturalmente. Os resultados são reflexo dos treinos que fazemos. Trabalhamos muito muitas sessões de água, muitos metros e é por isso que consigo aguentar estas jornadas mais duras a nadar três provas e a conseguir aguentar. Estes resultados em piscina curta têm confirmado que estamos a trabalhar bem. Para a semana vamos nadar em piscina longa e vamos ver o “transfer”.  O objectivo para esta época é obter o mínimo para os Jogos de Paris quanto antes. Estamos a apontar o pico de forma para o campeonato nacional de março. E esse é o objetivo principal. Ainda teremos o mundial em Julho que será o outro momento mais importante mas uma coisa de cada vez..»

Miguel Nascimento foi uma outra grande figura deste campeonato.

Ajudou o Benfica a superar o recorde de estafetas de 4x50 e 4x100 livres e bateu o recorde nacional dos 50 livres na segunda jornada.

Miguel Nascimento. «um campeonato bastante positivo. Estou com uma atitude diferente em grandes competições. Este campeonato entreguei-me muito mais á equipa do que para mim próprio, independentemente de estar focado nas minhas provas individuais. Passar a minha experiência, da alegria que o desporto me deu ao longo destes anos e partilhar com os mais novos e a minha equipa isso dá-me outro tipo de motivação para continuar, porque o desporto é isto e muito mais. Fico satisfeito com os meus resultados, com o meu recorde nacionais, de estafeta, fico satisfeito com o Diogo Ribeiro que tem um futuro brilhante pela frente e estarei aqui para ajudar tudo o que puder. E a todos os outros que puder ajudar porque é essa a minha nova vontade porque motiva-me em querer melhor e ajudar a natação portuguesa. Quanto a este campeonato deveríamos fazer um ajuste para o futuro. Relativamente a provas de sprinte está muito condensado, não dando para fazer grandes opções porque há um dia que não nado nada e dois que está carregado de provas. Deveríamos fazer um calendário mais distribuído. Temos de crescer como pais para colocarmos a natação nacional num nível que ela merece que é no topo. Agora o nosso objetivo é Paris 2024. Temos “semi-metas” antes de chegar a esses jogos e é continuar a trabalhar focados para melhorar os nosso tempos.»

Ana Pinho Rodrigues também em grande forma bateu o recorde nacional dos 50 bruços com 30,21 segundos.

O anterior recorde já pertencia à nadadora olímpica do Desportivo de Viana, com 30,70, em Estarreja a 05/12/2021.

Ana Pinho Rodrigues: «Este recorde dos 50 bruços era um dos meus objetivos, até porque em piscina longa, o ano passado, consegui bater o recorde várias vezes. Sim, então tinha essa ideia. Já na sexta-feira e no sábado tinha ficado pertinho dos meus melhores tempos e hoje nadei com essa ideia. De manhã não me tinha sentido muito bem. Não tinha nadado ao máximo obviamente. Então fui sem expectativa apenas preocupada em trabalhar os pormenores e no final deu tudo certo. Esta época estou a sentir-me muito bem. Com a minha idade [28 anos] vamos sempre trabalhando pormenores e o objetivo é o mundial de piscina longa. Agora é uma época de cada vez e uma prova de cada vez. Para já está tudo bem temos trabalhado muitos pormenores mesmo em termos de ginásio temos excelentes condições.»

Surpreendente esteve Mariana Cunha ao bater o recorde nacional absoluto dos 100 estilos.

O primeiro máximo absoluto da sua carreira marcada por inúmeros máximos nos escalões de formação.

A nadadora do Colégio Efanor venceu com 1.01,48 minutos superando em 10 centésimos o anterior recorde de Ana Pinho Rodrigues (1.01,58) obtido em Felgueiras a 22 de dezembro de 2019.

Mariana Cunha: «Já há algum tempo que queria bater este recorde. Nos 100 mariposa fiquei à porta ontem, mas não estava à espera de bater agora. Mas ainda não sei o que dizer, ainda não cai à terra. Nadei os 100 estilos e 10 minutos depois competi nos 200 mariposa [onde foi segunda] tentei recuperar.  Nem cheguei a recuperar. Comecei a época bastante bem com este nacional e penso que é um bom indicador também para a piscina longa que espero estar também num bom nível porque isto motiva-me imenso.»

RESULTADOS HOJE:

1500 livres masculinos:

  1. José Paulo Lopes (SC Braga), 15.00,60
  2. Diogo Cardoso (Sporting), 15.17,25
  3. Francisco Amaral (FC Porto), 15.28,32

800 livres femininos:

  1. Tamila Holub (SC Braga), 8.30,60
  2. Angélica André (FC Porto), 8.32,85
  3. Diana Durães (Benfica), 8.35,15

50 Bruços

Masculinos

1. Alexandre Amorim (Vitoria SC) 27.72

  1. João Soares Carneiro (Benfica), 28.03
  2. Rafael Simões (SC Braga), 28.29

Femininos

  1. Ana Pinho Rodrigues (Desportivo Viana), 30,21 segundos (RN).
  2. Claúdia Borges (Natação Olhão) , 32,68
  3. Lidiana Rodrigues (Belenenses), 33,02

100 costas

Masculinos:

  1. Gabriel Lopes (Louzan/Efapel), 50,82 (RN).
  2. Fernando Souza Silva (Naval Funchal), 53,41.
  3. Francisco Santos (Sporting), 53,78.

Femininos:

  1. Camila Rebelo (Louzan/Efapel), 58,44, a cinco centésimos do RN.
  2. Ana Guedes (Ginásio Vila Real), 1.01,06.
  3. Catarina Mestre (Natação Lisboa), 1.02,30.

200 mariposa

Masculinos

  1. Tiago Costa (Sporting), 1.56,79.
  2. Porfírio Nunes (FC Porto), 1.59,43.
  3. Kevis Apseniece (FC Porto), 2.01,51.

Femininos:

  1. Ana Catarina Monteiro (Fluvial Vilacondense), 2.09,21
  2. Mariana Cunha (Colégio Efanor), 2.09,21.
  3. Inês Henriques (Louzan/Efapel), 2.13,06

200 livres

Masculinos:

  1. Gabriel Lopes (Louzan/Efapel), 1.45,11.
  2. Bruno Ramos (Belenenses), 1.47,52.
  3. Gustavo Ribeiro (Sporting), 1.48,30.

Femininos:

  1. Francisca Martins (Foca Quinta Lixa), 1.58,91
  2. Rita Frischknecht (Sporting), 2.00,46.
  3. Ema Conceição (Benfica), 2.00,60.

100 estilos

Masculinos

  1. Gabriel Lopes (Louzan/Efapel), 53,78.
  2. Paulo Vakulyuk (Torres Novas), 55,10
  3. João Carneiro (Benfica), 55,57.

Femininos

  1. Mariana Cunha (Colégio Efanor), 1.01,48.
  2. Ana Catarina Monteiro (Fluvial Vilacondense), 1.04,19
  3. Maria Rebelo (Condeixa Clube), 1.04,59.

RESULTADOS:

https://fpnatacao.pt/Resultados/provas2223/04cnjunsenPC/#